Ironman 2013 - semana 14 de 20


Vamos lá. Normalmente gosto de fazer esse post no domingo mesmo mas essa vez não deu. Um pouco atrasado mas está valendo.

A semana foi "quase" 100%. Se fosse para quantificar eu diria que ficou em 95%. Infelizmente na quarta-feira tive umas pendências de trabalho que me obrigaram a decidir entre nadar ou fazer o longo de corrida. A corrida, nesse caso, era muito mais importante e priorizei os 28Km, deixando o restante do tempo para resolver essas pendências de trabalho e fiquei sem nadar na quarta. Até tinha a intenção de nadar no mar de Floripa no final de semana mas o sábado meio chuvoso impediu.

O restante da semana foi bom e com treinos feitos conforme a planilha. 

Final de semana tinha programado somente um treino e não dois como ultimamente vinha acontecendo. Em geral era um mais curto de transição e um longo de ciclismo. Dessa vez a planilha me remetia a 120Km de ciclismo e 14Km de corrida, uma transição um pouco longa (especialmente na parte do ciclismo), somente no sábado. Este final de semana eu estava em Florianópolis e como citei logo acima infelizmente no sábado o dia não estava muito bom, além disso eu tinha um compromisso familiar. Conversei com o treinador e o treino ficou para domingo. Se o tempo tivesse colaborado eu teria dado uma nadada rápida em Jurerê no sábado, porém não foi possível. Enfim, "o treino da semana" seria 120Km/14Km em Floripa.

Optei por sair do centro mesmo de bike e iniciar o treino perto do Shopping Floripa e não ir de carro até Jurerê para iniciar por lá. A ideia seria dar três voltas de 40Km (progressivo rt1/rt2/rt3) num circuito que bolei na cabeça pela SC401. Depois era só percorrer os 6Km que me separavam de casa e começar a correr. Assim foi. Na metade da segunda volta o vento aumentou um pouco e temi que não conseguisse manter o ritmo progressivo na última volta. No final das conta deixei a preguiça de lado, forcei um pouco e a bike saiu em ritmo progressivo mesmo. Terminando a bike tomei mais uma água e saí para corrida. Essa foi a minha primeira transição com trecho de bike mais longo. Fiquei surpreso que mesmo assim a corrida inicou num ritmo frenético mas uma sensação que eu estava mais devagar. Cheguei a olhar no Garmin e estava correndo a 4'10"/Km quando parecia estar perto de 5'/Km. Procurei me controlar e não forçar tanto mas mesmo assim ficou num ritmo mais forte que meu habitual. O meu erro foi não ter considerado de forma adequada o clima de Floripa. Como o treino de bike foi longo a corrida saiu por volta do meio-dia. Eu ia com o cinto de hidratação mas achei que por ser "só" 14Km não haveria necessidade. Em Curitiba é comum eu fazer treinos dessa distância tomando uma água na metade do caminho e tudo bem. Acabei indo com duas garrafinhas do cinto na mão. ERRO GRAVE. Lá pelo quilômetro 9 a água acabou e o negócio pegou. Estava sem dinheiro para comprar mais e sem algum ponto conhecido para "roubar" alguma água. Ainda saiu um treino bom até o final mas o esforço aumentou e tive alguns sinais de que estava desidratando. Olhei no termômetro da rua e marcava 27 graus. Não é um calor absurdo mas é mais quente do que normalmente treino em Curitiba. Não cheguei a quebrar mas deveria ter cuidado mais com a água. 

"Entre mortos e feridos salvaram-se todos". Treino foi concluído com uma corrida excelente. 

Abaixo informações resumidas do treino (bike e corrida) e aqui e aqui as informações do Garmin. Notem que iniciei deixei o Garmin contando nos dois trechos "urbanos" da rota de bike. São as voltas mais lentas no início e final do treino. As três intermediárias são as progressivas conforme planilha.




E agora vamos chegando realmente nos finalmentes. Entramos na semana 15 das 20. Agora é a hora de sentir um pouco mais de cansaço, a hora que a ansiedade aumenta. Firme e em frente.


Comentários

  1. Vendo a sua contagem regressiva eu já estou com calafrios na espinhela (hua hua hua).
    O bom é que você aprendeu algo sobre a água que pode ser muito importante na prova. Então o treino foi muito produtivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Luiz... se tu tá com frio na espinhela, imagina eu. :-)
      A gente sempre aprende... os treinos nos ensinam demais.
      Abraço e mais uma vez valeu pelas visitas constantes.

      Excluir
    2. Eu também fico impressionada com esses treinos para o Iron Man! Definitivamente não é para qualquer um. É aquela máxima, uma competição desse nível separa os homens dos meninos.

      Excluir
    3. Valeu Daniela... de fato não é muito fácil mas é muito prazeroso e é possível. Difícil mas possível. :-)
      Agora estou ficando um pouco mais cansado. O amigo Rafael Pina que visita aqui e é um Ironman de carteirinha tinha comentado comigo uma vez. Se chegar em abril e tu não estiver cansado aí sim tem alguma coisa errada. Mais do que nunca agora estou entendendo isso que ele falou um tempo atrás. :-)
      Em maio começa o polimento e as cargas voltam a baixar. Estamos chegando no auge de tudo agora, normal.
      Abração!

      Excluir
  2. Parabéns pelos treinos! Os treinos realmente são difíceis se pensar que temos que carregar tudo o que vamos consumir e a água é essencial mesmo, antes, durante e depois dos treinos, mas na prova você terá os postos de hidratação e não irá sofrer com desidratação ou carregando peso demasiado. Contagem regressiva mas ainda tem treino heim! Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Wisley... com certeza, já me informaram mesmo que água não vai faltar. Aliás, nem comida. :-)
      Amanhã vai ter a reunião específica da Webtreino sobre o Ironman com os professores e todos que vão fazer a prova. Será a hora de perguntar bastante coisa também.
      Certeza... ainda terão alguns treinos bons até maio. Vamos que vamos.
      Abraço!

      Excluir
  3. Milton ... o que que foi esse seu pace da corrida ??? Muito bom mesmo... cara vc ta treinando pro Ironman ...pela lógica vc ficaria mais devagar... e no seu caso ta acontecendo ao contrário... ta ficando mais rápido... parabéns... meu voto é pra vc no atleta do ano....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois... eu também não sei o que foi Marlus, mas eu admito que estava curioso para ver como eu iria me comportar na corrida depois de pedalar 120-130Km. E fiquei surpreso ao ver que a corrida saiu muito boa. Se não fosse o negócio da água teria sido perfeita. Nem fui com o intuito de correr rápido mas parece que fluiu, me senti muito bem.
      Quanto ao atleta do ano... que é isso, tá louco. Atleta do ano aqui só tu e o Malucelli. A gente só vai aprendendo. :-)
      Abração!

      Excluir
  4. Meeeeeeu ! Que corrida !
    Incrível como é fácil começar forte na transição né ? Uma vez eu fiz 10 km no melhor tempo que já tinha feito até então essa distância, foi no primeiro iron, fiquei sem entender nada (só corri uma prova de 10 km a primeira vez em 2010 kkkk).

    Animal !!!

    Atleta do ano sim !

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Pina... eu já tinha notado isso nas distâncias menores (até 50Km de bike mais ou menos) mas fiquei realmente surpreso com os 130Km. Achei que ia ser bem mais complicado.
      Vivendo e aprendendo. :-)
      Calma lá tchê... deixa eu colocar o Morales, o Manocchio ou o Sturla no bolso aí sim podem falar atleta do ano. :-P
      Abração!

      Excluir
  5. Pois é Milton, parece que sempre falta alguma coisa pra gente atingir o que quer no Ironman, mas com o tempo vai se ajustando tudo. Parece que 12 horas passam voando, literalmente e tu nem consegue curtir a prova direito.
    Vlw, abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Fábio. Sempre estaremos em busca de algo, mas isso é muito bom, pelo menos eu acho.
      Tenho certeza que em alguns momentos pensarei que o tempo passou rápido demais e em alguns outros que o tempo não passa. :-)
      Abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião, sua crítica, seu elogio, qualquer coisa... procuro responder sempre.

Postagens mais visitadas