Os porquês...


Hoje saí para correr 14Km num treino intervalado. Sofrido mas no final de semana eu falo dele junto com o longo.

Só queria dizer o seguinte. Acordei 5hs ainda antes do despertador, dei uma enrolada mas não teve jeito, o relógio biológico é suíço e antes das 6hs eu já estava alimentado, pronto e na rua correndo. Saí ainda "madrugada", quase ninguém na rua. Tempo fechado, meio abafado para o inverno além de extremamente úmido. O treino logo foi ficando pesado, um intervalado daqueles. Cidade ainda vazia, ouvia poucos carros e muitos galos ainda despertando. Começa a chuva, aumenta a intensidade e o sofrimento. A certa altura em um dos intervalos da série, já com poucas forças, sento no meio fio, pernas trêmulas e completamente ofegante me vejo com olhar distante. O farol de um dos poucos carros passa na direção do meu rosto. Ainda sentado no meio fio da ciclovia da Beira Mar Norte eu me pego pensando: "Por que eu faço isso aqui?". Em questão de mais alguns segundos eu me levanto para atender ao fim do intervalo marcado no Garmin. Sem responder eu sigo o treino. Ao final, chego em casa e, já sob o chuveiro, penso. "É por isso que eu faço, porque o que eu sinto agora só posso sentir depois de ter feito o que eu fiz".


Comentários

  1. Respostas
    1. Quem me dera, parceiro, quem me dera. Kkkkk

      Excluir
  2. É isso mesmo Milton...ontem senti o mesmo...saí para treinar às 23h (tenho uma bebé pequena e só quando está tudo na cama é que eu fico "livre"), fui fazer rampas...custou muito, mas já em casa senti isso mesmo...valeu a pena!!!
    Abraço e bons treinos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí Carlos... é aquele sofrimento bom. Kkkk
      Abraço!

      Excluir
  3. Boa, Eu também sempre me questiono, vou treinar no horário de almoço, tarde da noite, finais de semana! É uma loucura, mas sempre vale a pena!

    Abraços, continue assim, inspiração pra muita gente, inclusive para mim desde o começo do ano qdo comecei a acompanhar o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Renato, muito obrigado meu amigo. Quando o blog começou a ideia era só deixar um "legado" da preparação para o Iron. Com o tempo ele foi crescendo e hoje me sinto muito feliz em ler isso que escreveu.
      VAmos que vamos.
      Abração!

      Excluir
  4. Até arrepiei! Seus treinos não chegam nem perto dos que faço, mas tenho o mesmo pensamento durante e depois deles. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah Bruna, obrigado!!! E obrigado pelo "ibope" aqui. Kkk
      Bjs

      Excluir
  5. ôoooo cara !

    Isso é o que eu sempre quis escrever ! Bem isso, exatamente na mosca. Quantas vezes... puts, show esse texto. No final das contas, o processo às vezes vale mais do que o treino em si.

    Esse tem que publicar na mídia !

    Abços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk... amigo Pina sempre inflando meu ego. Kkkk
      Valeu parceiro. É aquele sentimento que só quem "sofre" pode ter depois.
      Abraço!

      Excluir
  6. Que bonito, Milton! É sabendo que eu vou sentir exatamente isso, a cada final de treino, é que eu me motivo a sair de casa pra treinar. Rsrsr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Tati, muito obrigado!
      É isso aí... também sou assim!
      Bjs e bons treinos!

      Excluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião, sua crítica, seu elogio, qualquer coisa... procuro responder sempre.

Postagens mais visitadas