SESC Triathlon 2015 - relato da prova

Vamos ao relato desta prova muito legal que foi o SESC Triathlon. Desde que comecei a praticar triathlon em 2012 eu ouço falar dela. Sempre se fala que é uma das provas com melhor organização, com mais participação de torcida além de uma atenção especial de todo staff. Cheguei a me inscrever em 2013 mas acabei não podendo fazer de última hora. Este ano então foi a chance de debutar. 

Como até hoje só tinha completado dois shorts e um olímpico (todos  em 2012) meus tempos eram altos e eu não tinha índice para fazer a inscrição na distância olímpica do SESC. Fui no short (750m/20Km/5Km). Foi bom relembrar essa distância que não castiga tanto a musculatura (fadiga) mas castiga muito o coração e os pulmões. O tempo todo a gente está com o coração na ponta da língua, não tem margem qualquer para erro e o negócio é fazer no ritmo mais forte que pode do início ao fim! 

Antes da prova acabei dando um pouco de azar e como cheguei meio tarde para o checkin os espaços de bike no calçamento da praça já estavam todos tomados. Só restavam "vagas" nos cavaletes na grama/barro (choveu durante a noite e no sábado). Deixei a bike ali, conversei mais um pouco com minha esposa e fui dar uma aquecida no mar. Depois foi o tempo de ficar mais um pouco com ela e então me juntar aos demais atletas na areia enquanto esperava minha largada.

Poderia ter me posicionado um pouco melhor na largada (bem na frente). Acho que já tenho uma natação que me permite fazer isso para tentar ser ultrapassado por alguns mas não tendo que passar tanta gente. Não fiquei numa posição ruim mas dá para ficar ainda melhor posicionado. Levei uns metros para conseguir encaixar um ritmo e me livrar de um camarada que insistia em vir sempre na minha direção, mesmo eu saindo de perto. Depois disso um certo tumulto para contornar a primeira boia e então o ritmo estava bem encaixado e foi assim até o final. Olhei no Garmin e saí do mar com 12', um tempo relativamente bom para mim. Dá para melhorar um pouco, talvez saindo com mais força e tentando não perder muita técnica no início em função do "bate apanha". 

Fui para transição e com o piso molhado e o local da bike acabei optando por não deixar a sapatilha presa no pedal. Dei uma limpada no pé, calcei e saí para pedalar. O ciclismo foi a parte mais forte da minha prova. Foi a primeira vez que fiz uma prova com vácuo liberado (bike speed) e realmente a dinâmica é bem diferente. Já começa com a importância da natação para poder pegar um pelotão bom no ciclismo. Logo que saí não visualizei um pelotão na minha frente. Tratei de baixar a cabeça e fazer muita força. Depois de um início cauteloso em função do chão bem molhado e várias "quase quedas" de atletas na área mais urbana do trajeto comecei a forçar bastante e em seguida encontrei um cidadão que pude notar ser mais ou menos do meu nível. Fomos revezando por um tempo até encontrarmos um primeiro pelotão. Acabamos passando o pelotão e fomos adiante. Nisso mais uns cinco ou seis ciclistas vieram junto, porém desses aí nenhum queria puxar o pelote. Ficamos eu e esse camarada que não sei quem é. Com o tempo vi que ele cansou um pouco mais e ficava menos tempo que eu puxando, de qualquer maneira eu aproveitava para descansar um pouco quando ele puxava. E assim fomos até encontrar um outro pelotão que também veio junto mas também não tinha gente disposta a ajudar. Sinceramente não me importei com isso e fiz minha prova, basicamente junto com esse outro atleta que fez o que podia fazer e ajudou bastante. No meu Garmin o ciclismo ficou com 38kph de média, algo excelente para mim. 

Tive um pouco de receio de como estariam as pernas na corrida, porém a distância de 20Km (pouco mais de meia hora de bike) acaba por cansar mas não fadigar tanto a musculatura. Saí para correr da forma como gostaria, abaixo de 4' por Km. O primeiro Km foi assim e logo o rendimento caiu um pouco orbitando nos 4'/Km. Minha ideia era tentar fechar abaixo de 20' na corrida (abaixo de 4'/Km) e fiz muita força para isso. Vi que passei bastante gente na corrida e sofri poucas ultrapassagens. A mais importante foi realmente no final, quando vi que um colega de assessoria, o Rômulo se aproximava. Aquilo fez eu tirar um pouco de força de onde não sabia que tinha. Apertei o passo e ele veio junto. A questão é que o cara é um garoto, nos últimos 100m ele deu um sprint e cruzou poucos metros na minha frente. Mas foi legal ter puxado e sido puxado naquela hora. Consegui cruzar com o tempo abaixo de 20' como gostaria (meu Garmin marcou 19'57" 5,05Km e o resultado oficial 19'20"). 

Saldo final foi de uma das provas mais legais que fiz com as modalidades quase todas bem redondas e meu melhor resultado até hoje, conseguindo quinto lugar numa categoria sempre forte que é da minha faixa etária. Tempo final oficial de 1h07'40".

Fatores extra prova com certeza a presença de muitos amigos (Webtreino com 130 atletas), a presença da minha esposa que na minha última prova não teve como ir. Sem dúvida a presença e torcida dela é mais que especial. 

Vale destacar também a excelente organização da prova e a movimentação na cidade toda. Além disso a Webtreino deu um show com estrutura completa aos atletas e familiares. Competir numa equipe dessas é incrível. Casa alugada, várias tendas, comida, bebida, professores dando apoio, tudo impecável. 

Um último destaque fica por conta da homenagem que o SESC fez ao falecido amigo Marcelo Bronze, figura fácil nessa prova. Esse ano deixaram 1199 atletas, pois a inscrição do Marcelo não foi "reutilizada" pela organização em sua homenagem. Isso foi falado no simpósio e o Marcelo foi MUITO aplaudido por todos que lá estavam. Foi emocionante. 

Obrigado ao meu treinador Fábio Bronze e ao meu professor de natação Ricardo que continuam me fazendo evoluir nesse esporte fantástico! 

E assim começou o ano esportivo de 2015! Que venha o Ironman Brasília. 

Por enquanto deixo essas fotos tiradas pela minha esposa e maior torcedora. Assim que começarem a sair as fotos oficiais atualizo o blog. 

Durante a T1
Com o amigo e vice campeão da elite, Chicão, grande figura! 
Amigo e colega de trabalho e triathlon Geandré que fez a distância olímpica
Com o amigo e parceiro desde o primeiro Iron, Kelvin
Grande figura da Webtreino, Facecoach Marlus!

Comentários

  1. Para de reclamar, arrasou!
    Me diz uma coisa, na hora da natação rola umas braças na cabeça? tipo, todo mundo se atropela ou é fácil de manter uma ordem?
    Parabéns novamente, orgulho master de vc! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VOu dar uma de intrometida e responder...todo mundo se acotovela, é um Deus nos acuda...não é só braço na cabeça não...é pé...é cabeça com cabeça...tem de tudo...mas depois de uns minutos até que chega uma certa ordem....kkkk...é tipo judô...só que pior

      Excluir
    2. Vou me intrometer também rs. Mesmo em quantidade menor, acho mais difícil largada de Sprint do que de Ironman, por dois motivos: Atletas menos experientes, sempre tem que esta fazendo a primeira prova e porque o tempo de prova é mais curto, todo mundo quer sair na frente. :)

      Show Milton, tu é o cara, o meu melhor tempo até agora foi 1h12m, porque minha natação ainda é uma negação.

      Abraço

      Excluir
    3. Bruna como o Fábio e a Maria já falaram, rola muita pancadaria e essa ainda é a pior parte da prova para mim. Sempre levo um certo tempo até encaixar bem a minha natação. Tudo faz parte, não tem como não ter pancadaria com tanta gente entrando num espaço tão pequeno ao mesmo tempo.
      Fábio, obrigado meu amigo! A gente vai se esforçando!
      Maria... tem vezes que é pior que judô! Kkk
      Abraços e beijos para vocês!

      Excluir
  2. Parabéns amigo! Simplesmente detonou!!! É isso aí...vai pra cima!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Maria! Vamos indo né... e nos vemos lá em Floripa dia 31 de maio! Bjs

      Excluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião, sua crítica, seu elogio, qualquer coisa... procuro responder sempre.

Postagens mais visitadas