Ironman Brasil 2016 - Semana 11

Mais uma semana concluída dentro da expectativa de treinos. Nesta semana, como nado em academia e sexta foi feriado, foram somente dois treinos na água. Talvez por essa razão na segunda o treino não foi tão regenerativo como eu esperava. De qualquer maneira foi bom estar na água com as pernas ainda doloridas do domingo passado. Quarta na água tivemos uma leve surpresa. Uma série principal já quase no final do treino com um certo volume nas costas. Mesmo que nada tivesse sido muito forte até ali, a série de 3x 200m forte ao final do treino não foi fácil. Ainda assim saiu muito boa e de uma forma até progressiva. 

Em termos de corrida foram três treinos, um fartlek regenerativo na segunda, ainda com as pernas cansadas, depois um treino de tiro que não foi o que eu esperava na quarta. Esse talvez tenha sido um dos treinos mais difíceis de tiro que fiz. Um pouco pelo treino em si (três séries de 5x 400m ritmo forte com 1Km de ritmo moderado ao final de cada cinco). A primeira bateria rendeu dentro das minhas expectativas mas a segunda já foi aquém. A terceira me irritou porque as pernas já estavam longe do que eu gostaria que estivessem. De qualquer maneira fui lá e terminei o treino fazendo o melhor que podia. Já na sexta-feira foi o dia de longo de corrida. 24Km com inclinação onde escolhi um trajeto em que as subidas foram sofridas. O dia estava estranho, meio frio meio nublado meio garoando. Aquele dia em que corrermos quase solitário pelos caminhos da cidade. Fiz um trajeto bastante duro com MUITA subida. Considerando tudo isso o treino foi bom.

Em termos de ciclismo foram todos treinos bons. Terça um treino de força para Campo Largo. A ideia desses treinos de força é fazer as subidas sempre com marcha pesada e baixa cadência, ou seja, FORÇA! Antes do início do treino aquele velho papo de ciclista: "Estou cansado, vou de leve". "Cara, estou morto, hoje ritmo tranquilo né?". De fato eu ainda estava com um leve cansaço nas pernas, especialmente fazendo força na subida mas a ideia era essa mesmo. Ao final do treino eu e o parceiro Lauro nos olhamos e falamos: "Por que a gente mente?". Treino feito e saí feliz para o trabalho. Já na quinta fui com a Ju Ramos, amiga e parceira de #timedobem logo cedo para o Autódromo Internacional de Curitiba. Aquecemos juntos (eu 5km) e logo fui para meus "tiros" de 10Km. Ritmo mais forte naquele local onde tanto venta SEMPRE cansa mais as pernas mas a ideia era essa: fazer força e pedalar forte por 30Km em baterias de 10Km separados por 5Km leves. No sábado saiu um treino regenerativo de bike de pouco mais de 50Km. A ideia era regenerar pós longo de corrida para preparar o corpo para o treino de domingo. Já no domingo um treino com uma certa dose de inclinação novamente, um tanto de vento novamente e, claro, mais de 100Km novamente. Não foi um ritmo forte como semana passada mas o vento realmente vai incomodando ao longo do trajeto. Na chegada do pedal aquela corrida espanta pernas cansadas de 5Km. Saiu boa apesar do forte calor que já fazia devido ao avançado horário.

Turma reunida
No meio do caminho havia um chocolate. Havia um chocolate no meio do camino. Afinal de constas era um pedal de Páscoa.
Assim se foi a 11a semana e já estamos quase que nos finalmentes. Agora começam os longos bem longos tanto de corrida quanto de ciclismo. Aqueles treinos que saímos mas não sabemos direito a hora que voltamos. O curioso é que agora é que tudo começa a ficar ainda mais divertido.

Comentários

Postagens mais visitadas