SESC Triathlon 2016 - Relato da Prova

Vamos ao post sobre essa prova tão especial que ocorreu domingo passado. Este foi meu segundo SESC Triathlon e esse ano optei por fazer a distância olímpica (1,5km/40Km/10Km) e não o short por dois motivos. Primeiro porque poderia me "divertir" por mais tempo e segundo porque agora eu tinha índice que me permitia ter essa "dúvida" (o SESC só permite participar do olímpico mediante algumas comprovações de tempo).

Cheguei em Caiobá na sexta à noite e no sábado a programação já foi intensa. Primeiro um treino de ciclismo com a equipe Webtreino com um giro de 40Km na rodovia Alexandra-Matinhos contando com carro de apoio e tudo. Depois uma passada rápida no hotel e fomos para praia para um treino coletivo de natação, também com estrutura da equipe. Bernardo já foi na praia com a mamãe para me acompanhar. :-)

Almoço, simpósio, descanso, janta e mais descanso, aí viria a prova em si. 

A largada do olímpico é bastante tarde para os nossos padrões, 9hs da manhã. Isso, como tudo, tem um lado positivo e um negativo. O positivo é que não se faz necessário acordar na "alta madrugada" como em geral precisamos quando as largadas são perto das 7hs. Por outro lado a corrida da prova ocorre já quase no horário do meio-dia, o que pode ser bem desgastante se estiver fazendo o calor que, no caso, estava. :-)

Acordei bem mais cedo que o despertador estava programado obviamente, pois minha rotina em Curitiba é de acordar 4:50hs todos os dias. É difícil para mim acordar depois de 6hs. Acabei levantando e terminando de conferir as coisas no hotel. Eu e minha esposa descemos então para tomar café da manhã e fomos para a praça da cidade olhar algumas largadas da distância curta. Muito legal ver toda vibração sem que eu tivesse muita pressa para arrumar minhas coisas. Depois de um tempo assistindo as largadas fui então fazer meu checkin da bike. Muito legal contar com o apoio do Maurício Letzow nessa hora, pois ele passou de bike em bike dos alunos da Webtreino para dar uma apoio e ajudar a conferir os detalhes. Feito isso fui com a Kelly e o Bernardo para a praia junto com os amigos que fariam o olímpico. Aquecemos rapidamente no mar e logo fomos em direção ao ponto da largada. 9hs em ponto largamos. 

(Abre parênteses)
O SESC é uma prova com vácuo liberado e feito somente com bikes speed, ou seja, é uma dinâmica completamente diferente das provas de longa distância onde não é permitido vácuo e pedalamos nas bikes de contra-relógio sozinhos o tempo todo. O primeiro ponto é que a natação tora-se muito importante, pois é conforme o tempo nessa modalidade que conseguiremos pegar um grupo bom para pedalar. Segundo que essa estratégia do pedal faz total diferença em relação a uma prova em que não pedalamos em grupo. Havia conversado com meu treinador e alguns colegas que eu tentaria nadar de modo a pegar o pelotão deles no ciclismo. Temos uma natação equivalente, porém eles correm e pedalam bem melhor que eu. Era minha chance de fazer um pedal bem interessante na prova. 
(Fecha parênteses)

Tentando sair um pouco mais normal da água
Sabia que haveria um grupo dos grandes nadadores que desgarraria do resto. Procurei ficar um pouco mais na frente de um segundo grupo e nadei uma boa parte do tempo com pouca gente por perto. Posso dizer que não levei nenhuma paulada nessa prova, algo raro. Terminei a primeira volta da natação com 12' e passei no pórtico da transição com 26'. Não foi um tempo sensacional mas foi um tempo que gostei. Finalmente consegui ter um rendimento no mar um pouco mais próximo do que tenho na piscina. Ao chegar na transição vi que meus colegas "do pelotão azul" não haviam chegado ainda. Foi um alívio e tanto e logo saí para pedalar. Logo que saí para pedalar estava sozinho, o que nessa prova não é a melhor estratégia. Fui dosando um pouco a força mas sem amolecer demais. Logo olhei para trás e vi um colega de equipe pedalando com outro ciclista. Continuei dosando até que eles se aproximassem então fomos revezando por um tempo. Nesse momento falei para meu colega sobre a estratégia que eu tinha traçado com meu treinador e que assim que nossos outros colegas chegassem nós iríamos juntos (sim, eles IRIAM chegar). Não demorou muito tempo e ouvimos uns gritos vindos de trás. "Estamos chegando". Nessa hora encaixamos o melhor pelotão do SESC Triathlon e tudo funcionou demais. Pedalamos em uma sincronia fantástica, parecendo treinos coletivos na Renault. Um revezamento feito de forma organizada e em prol de todos. Pedal foi fluindo e começamos a pegar os ciclistas à frente. Nessa hora o pelotão já não estava tão entrosado, pois juntou muita gente que fomos "recolhendo" pelo caminho. De qualquer maneira o pedal seguiu insano até o final e só tenho a agradecer meu treinador por essa tática e aos colegas HG, Dudu, Bazalha (professor, no caso) e Lauro. Foi o melhor, mais intenso e mais divertido ciclismo que já fiz em uma prova de triathlon. Nunca pedalei tão concentrado e feliz. 

Início do pedal, ainda sozinho e fazendo um pouco de força
Já no nosso pedal locomotiva alucinada... 
Chegando da bike fiz uma T2 que não gostei. Optei por correr de meia para não machucar muito os pés e acabar atrapalhando as corridas da semana, pois minha prova principal do ano é o Ironman. Uma das meias enroscou no pé e não quis entrar, me atrapalhando um pouco. Saí então para correr e o sol realmente estava judiando, porém isso valia para todos. Foi uma corrida que não posso dizer que achei ruim, porém foi relativamente aquém do que eu queria. Claro que deve-se levar em conta alguns fatores como meu treinador falou. Calor, pedal forte, etc. Ainda assim não vou dizer que saí satisfeito com ela porque não saí. Comecei forte mas no retorno da primeira volta (duas voltas de 5Km) senti um pouco o ritmo e só retomei ao passar no retorno da praça onde toda torcida fazia a diferença. Dali para frente encaixei um pouco mais o ritmo e consegui passar mais alguns competidores até o final da prova. 

Correndo desesperado para sair do sol escaldante... 
Isso é SESC Caiobá. Isso é Webtreino
Em resumo a prova foi uma natação que gostei, uma T1 boa, um pedal excelente, uma T2 que detestei e uma corrida que "tá, tudo bem, vou engolir". 

Foi sem dúvida uma das provas mais legais que já fiz na vida! 

Final da prova com 2h16', de longe meu melhor tempo em uma prova nessa distância (tá, foi somente meu segundo olímpico sendo que o primeiro foi minha segunda prova de triathlon :-)).

Queria agradecer aqui a toda equipe da Webtreino por uma estrutura e uma torcida fantástica durante todo o final de semana. Uma das razões que optei por fazer o olímpico foi justamente poder contar com a torcida de todos, pois o checkout das bikes do short só acontece depois que todos os atletas do olímpico saem para correr. 

Agradecer também, claro minha esposa e meu bebê que mesmo na barriga dela estava lá com a mamãe em uma torcida que realmente não tem preço! 

Por fim agradecer à Dentro D'Água que vem me apoiando nesse ano fornecendo um material de excelente qualidade! Muito legal termos empresas assim que apoiam o atleta amador. Cada vez que vou na DD me sinto absolutamente em casa! 

E assim terminou um final de semana MUITO especial em Caiobá. Nadando, pedalando e correndo com muita alegria e uma certa dose de sofrimento.

Link para a prova no Garmin Connect está aqui.

Comentários

  1. Miltonnnnnnn Q demais!!! Sua narrativa me fez participar da competição!!! Parabéns! Vc além de grande atleta e marido, é um excelente narrador de suas histórias! Adorei! E desejo todo sucesso pra vc querido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh Flavinha, muito obrigado pelas palavras. De coração. Que bom que conseguiu se sentir na prova pelo relato. Bjs e volte sempre.

      Excluir
  2. Legal, amigão. Parabéns por mais esse desafio conquistado! Treino de luxo pro Iron de Floripa, hein?
    Beijo,
    Dani.
    Blog Dani Corredora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Dani... o SESC é sempre essa festa e sempre que puder eu vou participar. Bjs.

      Excluir
  3. Que show ! Agora tenho que fazer essa prova aí hahaah> mas não dá, sem bike road kkkk

    Tenta sem meia qualquer hora, mas com o Kinvara Não. Já esfolei o pé assim !

    Abraço e vamos em frente !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara... tu TEM que fazer essa prova. Arruma uma speed emprestada ou então faça de MTB mesmo. Se tu faz de MTB leva a categoria certeza, mas aí é short. Olímpico precisaria de uma speed mesmo.
      Quanto ao tênis, sempre que corri mais de 7Km ou 8Km com qualquer tênis que tive machucou meu pé. Short vai na boa sem mas olímpico já me complica.
      Valeu. Abraço!

      Excluir
    2. Vou dar um jejto sim !!!!
      E outra coisa que vi agora: essa estratégia da bike foi perfeita. Eu normalmente fico me matando sozinho e não tento pegar um grupo se tiver que esperar, já me ferrei em sprint e duathlon assim hahaha. Olímpico com vácuo não sei se já fiz, mas vou fazer isso aí de certeza !!!

      Excluir
  4. Parabéns amigão, tu tá sempre voando.
    E que seja bem vindo o Bernardo, futuro atleta.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu meu amigo. Muito obrigado pelas palavras!!! Forte abraço!

      Excluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário, sua opinião, sua crítica, seu elogio, qualquer coisa... procuro responder sempre.

Postagens mais visitadas